Xplora

Entrevista com Bárbara Almeida – Intercâmbio em São Petersburgo, na Rússia

Essa semana eu conversei com a Bárbara Almeida, estudante de comunicação da ESPM, que trabalha, no SABIAR e morou alguns meses em São Petersburgo, na Rússia (pela AIESEC) fazendo trabalho voluntário por lá. Ela me contou sobre o que ela mais gostou e menos gostou nessa experiência e deu algumas dicas para quem quer visitar o país. Confiram!

Entrevista com Bárbara Almeida – Intercâmbio em São Petersburgo, na Rússia

P: De onde surgiu a ideia de ir para a Russia?

R: Primeiramente eu escolhi o tipo de intercâmbio que gostaria de fazer. A minha vontade não era viajar para ter aulas, mas sim para fazer alguma coisa que me agregasse mais, que fosse diferente, e além disso, tinha muita vontade de fazer trabalho voluntário, e conhecer mais a essência das pessoas e da cultura. Procurei a AIESEC (organização estudantil que organiza intercâmbios pelo mundo) e dentre as opções que eles me ofereceram, a Russia foi o país que mais me chamou atenção. Não sei dizer exatamente o motivo, mas um deles foi o fato de ser um país também multi-cultural, com várias diferenças em relação ao Brasil, e que não oferecia tantos “riscos” quanto as outras opções. Além disse, por ficar na Europa, eu imaginei que teria também a possibilidade de conhecer outros países próximos, o que realmente aconteceu.

P: Em que cidade você ficou hospedada? Que outras cidades vocês conheceu na Rússia?

R: Eu fiquei em São Petersburgo, que fica na parte mais ‘européia’ da Rússia, e também conheci Moscou.

barbara-almeida-sao-petersburgo-catedral-sao-basilio-moscou-russia

Catedral de São Basilio, Moscou

P: O que você adorou da Russia?

R: Hmm, eu gostei de várias coisas… São Petersburgo é uma cidade simplesmente maravilhosa para quem curte arquitetura, história, arte e cultura, é super rica. Eu adorava andar pela rua meio sem rumo e buscar por novos museus, igrejas, exposições… Outra coisa que eu amei foram as docerias e cafés, eles têm uns docinhos e quitutes deliciosos, e além disso são lugares super legais pra ficar nas tardes frias de inverno.

barbara-almeida-sao-petersburgo-russia-

Igreja savior on the spilled blood – São Petersburgo

P: Teve algo que você não gostou na Rússia?

R: Eu não gostei nada do clima “pesado” que a gente sente por parte das autoridades, tipo a polícia… Senti que lá existia um medo meio generalizado, eu me sentia até intimidada e ameaçada, sempre com receio de estar fazendo alguma coisa errada. E achei isso bem contraditório, porque, por outro lado, eu também não me sentia muito segura. Acho que essa foi a parte que eu menos gostei no país.

P: Qual foi o maior choque cultural?

R: Essa resposta é um pouco parecida com a anterior. Com certeza o maior choque cultural foi o jeito de lidar com as pessoas! Os russos se comportam de uma maneira completamente diferente de nós brasileiros…eles são mais frios e fechados. Lá não é comum dar risada ou brincar com os amigos em ambientes comuns como o metro ou os supermercados, as pessoas são muito mais contidas. E se você age de maneira diferente é até repreendido por alguns. Eu acho isso bem compreensivo, eles tiveram uma história pesada e cruel e, além disso, o frio do país pode se refletir no comportamento das pessoas, mas, pra mim, foi um pouco difícil essa adaptação.

barbara-almeida-sao-petersburgo-russia

Em frente a livraria “dom knigi”, a mais famosa de São Petersburgo. Lá é também onde fica o famoso café singer

P: Qual sua dica para os viajantes que vão para a Russia?

R: Bom, antes de tudo eu acho que tem que fazer um bom planejamento, principalmente para quem vai à Sao Petersburgo, que é uma cidade cheia de atrações. Tem que dar uma pesquisada nos lugares mais legais, listar e tentar seguir um roteiro, senão não dá tempo mesmo! Além disso, acho que é bem legal tentar se aprofundar na culinária deles, que é bem peculiar e tem coisas incríveis para oferecer…tem que deixar de lado os fast foods e as grandes redes e procurar os restaurantes locais…mesmo os simplezinhos!

Uma outra recomendação importante: assistir um ballet no Mariinsky ou no Bolshoi. É incrível!

Mas se eu tivesse que dar recomendações de lugares para visitar, eles seriam: o Tsarskoe Selo (Palácio de Caterina, perto de São Petersburgo), que acho que é o lugar mais lindo que já fui na vida, e o Eleseyev Emporium, uma doceria super famosa em São Petersburgo. Eu me sinto na obrigação de recomendá-los!

Espero que tenham gostado!

Se você for para São Petersburgo, faça sua reserva de hotel aqui, pelo booking.com.

Gostou da entrevista? Veja aqui todas as entrevistas do Dica da Dri.

Fica a dica!

Gostou do post?

Acompanhe o Dica da Dri no facebook

Siga o Dica da Dri no twitter

Veja as fotos do Dica da Dri no instagram

Sobre o autor Ver todos os posts

Dri Lima

Dri Lima

Adriana deixou o mundo corporativo para trabalhar com suas paixões: viagem, cultura, gastronomia. Já visitou mais de 40 países e ama descobrir lugares e pessoas especiais na sua cidade (São Paulo) ou nos lugares em que visita. É fundadora do Sabiar (www.sabiar.com), uma empresa de lazer criativo que descobre e cria experiências incríveis no Brasil e no mundo.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *