Xplora

O que fazer em Bolonha, na Itália

Bolonha é uma cidade que fica a 20 minutos de trem de Florença e a 1 hora de trem de Milão, portanto, extremamente bem localizada. Os brasileiros não tem o costume de visitar essa cidade, mas ela fica bem perto de diversas cidades da Toscana e vale a visita.

A cidade é universitária, cheia de vida e de cultura. Com milhares de arcos espalhados por toda a cidade, ela é charmosa e toda de uma cor só (terracota, meio alaranjada). As opções gastronômicas de Bolonha são inúmeras: existem muitas trattorias, gelaterias e lojinhas gourmet espalhas por todo o centro histórico.

bolonha

Eu fui para Bolonha, pelo Blog Ville. Para quem não sabe o que é, dê uma olhadinha nesse post aqui. Fiquei hospedada 7 dias em Bolonha e de lá viajava para as cidadezinhas ao redor (que aliás, são lindas também!): Ferrara, Parma, São Marino, Rimini, Ravenna e Modena.

Fiz uma lista das principais coisas para fazer (e comer!) em Bolonha! Espero que os inspire a visitar essa cidade tão incrível.

O que fazer em Bolonha

bolonha

1- Torre de Garisenda e Asinelli

Sugiro começar a visita de Bolonha pelas duas torres: Garisenda e degli Asinelli (com 498 degraus!). Elas são localizadas bem no centro histórico de lá de cima você consegue entender a arquitetura da cidade. As principais ruas de Bolonha (Strada Maggiore, Via Castiglione, Via San Vitale, Via Zambone) saem em diagonal da praça onde estão as torres, no centro, em direção à periferia. Do alto das torres você consegue ver quase a cidade inteira e é possível perceber como ela é toda de uma cor só.

bolonha

2- Piazza Maggiore e Piazza Netuno

A Piazza Maggiore é a praça central da cidade de Bolonha. Lá, ou melhor, logo ao lado dela, é onde fica a Piazza Netuno e a Fontana Netuno, uma famosa fonte que dizem que traz sorte.

É nessa praça  também que fica a Biblioteca Salaborsa, uma biblioteca lindíssima. No fundo dela, dá para ver escavações e restos da estrutura antiga.

Na Piazza Maggiore fica a Basílica da San Petronio, uma igreja enorme, que começou a ser construída no ano de 1390 (e até hoje não terminaram a fachada).

bolonha

bolonha

3- Piazza Santo Stefano

É uma praça triangular bem charmosa. Nela fica a Basilica Santo Stefano, uma igreja super antiga que foi fundada pelos primeiros cristãos. Na verdade é um complexo de diversas igrejas que foram construídas uma ao lado da outra com um jardim no meio. Parece que as igrejas são de tempos diferentes, então, acredito que tenham não tenham sido construídas ao mesmo tempo, nem no mesmo período.

bolonha

bolonha

Um pouco mais pra frente em direção ao centro, tem dois lugares que me recomendaram para tomar café-da-manhã. Na verdade eu não consegui ir, então, deixo aqui as palavras da minha prima, Thaís, com as dicas:

“O mais tradicional, frequentado pelos bolonheses é a Pasticceria Santo Stefano. O lance é comer de pé e disputar um pedacinho do balcão. Não deixe de tomar o sempre maravilhoso capuccino, o corneto cereali (como eles chamam o croissant) e o suco de laranja vermelha. Um pouco mais para frente, é a Colazione da Bianca, um lugar super charmoso para tomar café da manhã sentado (ou cafezinho à tarde).”

4- Caminhar pelas ruas de lojinhas e mercadinhos

Saindo da Piazza Santo Stefano e andando em direção ao centro, você chega nas Vias Caprarie, Clavature, Calzolerie, que são ruas ótimas para passear a pé. Lá você pode comprar queijos, massas frescas, vinho, frutas, além de passar por várias lojas de roupa e objetos. Para comprar massa fresca muito bom, sugiro o Paolo Atti, um mercadinho incrível por ali (Via Caprarie, 7).

É por ali também que fica a livraria Coop, acoplada com o Eataly, um restaurante + mercadinho italiano. Na verdade ele é um mini Eataly de Nova York (mas foi criado antes dele) e tem bem menos produtos e não tem os restaurantes, mas ainda assim, é bem legal!

bolonha

Na Via Pescherie Vecchie também é uma delícia de passear, ela é cheia de mercadinhos!

Na Via Calavature, 9, tem uma loja Stefanel, loja de roupas modernas e estilosas que eu adoro! Claro que eu fiz umas comprinhas quando passei por ali.

Passando pela Piazza Maggiore, você encontra as lojas do comércio internacional nas Vias Ugo Bassi, Via Rizolli, Via dell’Independenza. Na Via Ugo Bassi tem um café chamado Gamberini que é incrível. Eu pedi várias miniaturas de sanduíches, docinhos e salgados. Era um melhor que o outro. O café de lá também é especial.

bolonha

Vale também dar uma passadinha na Via Farini para ver lojas mais chiques.

bolonha

bolonha

6- Os arcos de Bolonha

Essa parte não é em um lugar específico, mas sim por todo o centro da cidade. Ela é cheia de corredores cobertos com arcos de diversos formatos. Não deixem de observar!

bolonha

7- Aperitivo nos bares e restaurantes da cidade

Diversas regiões da Itália oferecem um happy hour, que eles chamam de aperitivo. Funciona em geral das 17:00 as 19:00 e você paga pela bebida e a comida é de graça. Eles deixam um balcão cheio de aperitivos e você pode pegar a vontade. Andando pelas ruas você vai ver quais bares e restaurantes tem essa proposta.

8- Universidade do Gelato (Carpigiani Gelato University)

Fugindo do centro histórico (não dá para ir a pé), está a Universidade Carpigiani, especializada no autêntico gelato italiano. Ela é focada para quem realmente quer aprender sobre o business de gelato, ou seja, abrir uma sorveteria. Eles oferecem cursos longos para quem quer se aprofundar no tema. Os cursos variam desde aulas sobre o mercado de sorvetes até como preparar o seu próprio gelato.

Para quem não quer ir tão a fundo, ainda assim vale a visita. Nós fomos visitar o museu do gelato, que fica dentro da Universidade para aprender mais sobre a história do sorvete e ver a evolução das máquinas. Depois tivemos um curso rápido de como preparar o nosso próprio gelato (claro que usando a máquina é muito fácil!) e, por fim, degustamos o sorvete que nós mesmos fizemos. Quando nós chegamos, a receita já estava pronta, então, praticamente o nosso papel foi colocar na máquina, rs. Mas o pessoal do blog 360 meridianos que já fez esse passeio, aprendeu a receita em mais detalhes e colocou aqui nesse post – para quem quiser fazer gelato em casa e sem máquinas especiais!

Sabe a diferença entre gelato, sorvete e sorbet? Dá uma olhadinha nesse outro post que eu fiz sobre as curiosidades da culinária italiana que lá eu conto!

bolonha

bolonha

Onde se hospedar em Bolonha?

Minha sugestão é ficar no Centro Histórico. De lá, dá para fazer tudo a pé e conhecer boa parte da cidade. Para ver algumas sugestões de hotel em Bolonha, clique aqui.

Outras sugestões

Algumas dicas que minha prima que morou em Bolonha me deu mas que eu não consegui ir. Fica aqui como um teaser para quando eu voltar para lá!

– De noite, não deixe de ir na Osteria del Sole (Vicolo Ranocchi) para tomar um prosecco ou taça de vinho. É animadíssimo e cada um leva sua própria comida!

– Bar  Zerocinquantino, na Via Pescherie, que é badaladinho, e um ótimo lugar para uma taça de vinho e petisco

– Bar La Tete

– Bar Take Five – para ouvir um bom jazz. A dona, Nilza,  é baiana e faz moqueca!

– Outro bom bar para ouvir jazz – Bravo caffe, na Via Masarella.

Espero que esse post tenha convencido que Bolonha vale a visita!

Para ver todos os meus posts da Emilia-Romagna, clique aqui.

Para ver todos os posts da Italia, clique aqui.

Fiz essa viagem à Bolonha a convite do Programa Blog Ville e todas as minhas despesas foram pagas pelo Turismo da Emilia-Romagna e seus parceiros.

Fica a dica!

Gostou do post?

Acompanhe o Dica da Dri no facebook

Siga o Dica da Dri no twitter

Veja as fotos do Dica da Dri no instagram

Sobre o autor Ver todos os posts

Dri Lima

Dri Lima

Adriana deixou o mundo corporativo para trabalhar com suas paixões: viagem, cultura, gastronomia. Já visitou mais de 40 países e ama descobrir lugares e pessoas especiais na sua cidade (São Paulo) ou nos lugares em que visita. É fundadora do Sabiar (www.sabiar.com), uma empresa de lazer criativo que descobre e cria experiências incríveis no Brasil e no mundo.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *