Xplora

Sobre janelas e bicicletas

Quanto mais a gente viaja, mais desenvolve a capacidade de olhar para os lados e perceber detalhes. Eu não sou uma pessoas detalhista, mas desde que comecei o blog, reparo muito mais em cada parte da viagem. Cada olhar, as roupas, o jeito como as pessoas pronunciam as palavras, a arquitetura ao meu redor.

Parece que cada lugar que olho sai do cenário e se destaca aos meus olhos. Desde que fiz aulas de fotografia também comecei a prestar mais atenção nos ângulos, formas e padrões. Uma mesma foto fica muito mais interessante quando vista por um ângulo que não é o que estamos acostumados. Experimente subir na cadeira ou deitar no chão para tirar uma foto. Ela passa a ter uma nova perspectiva que desperta a curiosidade de quem a vê. Listras, arcos, cores, luz, reflexos, sombras, tudo isso que antes me passava despercebido, hoje parece tão óbvio na minha paisagem. Chegar muito perto dos objetos deixa as imagens abstratas e, às vezes, até irreconhecíveis.

Estou falando tudo isso porque em maio estive na Italia, para uma viagem chamada Blogville que era de imersão cultural na região da Emilia-Romagna, onde está Bolonha, Parma, Ferrara, Modena e diversas outras cidadezinhas especiais! Nessa viagem, que eu fui sozinha, eu me envolvi muito mais com as cidades e com a cultura local do que na maioria das outras viagens que eu fiz.

Claro, que essa era a proposta do Programa Blogville, então as atividades organizadas facilitaram o processo. Mas, o que realmente fez a diferença foi viajar de mente aberta, sem preocupações, sem pré-julgamentos, sem roteiros muito fixos. Assim, eu andava pela cidade e prestava atenção em tudo. Comecei a reparar na quantidade de pessoas que andavam de bicicleta na região. Elas estão estacionadas por todos os lados.

Reparei também nas janelas. E quantas janelas! As janelas contam histórias. Você já parou para observar janelas? Olhando para elas eu ficava imaginando quem morava ali, há quanto tempo, o que cada pessoa tinha vivido. Algumas bem cuidadas, recém pintadas e com flores. Outras descascando, caindo aos pedaços.

Experimente viajar olhando cada detalhe. Viva o momento com intensidade. Não pense no próximo compromisso.

E assim, perambulando por ali, nas ruas italianas, resolvi tirar fotos de janelas e bicicletas. E aí, tudo ficou ainda mais interessante.

Ah, como eu amo a Italia!

Algumas das janelas e bicicletas que cruzaram o meu caminho

janelas-bicicletas-italia janelas-bicicletas-italia janelas-bicicletas-italia janelas-bicicletas-italia janelas-bicicletas-italia janelas-bicicletas-italia

janelas-bicicletas-italia

Gostou do post?
Acompanhe o Dica da Dri no facebook
Siga o Dica da Dri no twitter
Veja as fotos do Dica da Dri no instagram

Sobre o autor Ver todos os posts

Dri Lima

Dri Lima

Adriana deixou o mundo corporativo para trabalhar com suas paixões: viagem, cultura, gastronomia. Já visitou mais de 40 países e ama descobrir lugares e pessoas especiais na sua cidade (São Paulo) ou nos lugares em que visita. É fundadora do Sabiar (www.sabiar.com), uma empresa de lazer criativo que descobre e cria experiências incríveis no Brasil e no mundo.

1 comentárioDixe um comentário

  • Adorei o post! Acho que cada um tem suas manias fotográficas de viagem, né? As minhas são Rodas Gigantes e padrões repetidos (coisas em quantidade e quanto mais melhor….rs). Mas não recuso uma boa janela 😉

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *