Xplora

Tag - dica de hotel

Uma incrível viagem pela Amazônia, por Julia Mello

amazônia

Convidei a Julia Mello para escrever sobre a experiência que ela teve em sua viagem pela Amazônia. Ela contou sobre a logística para chegar, o hotel que se hospedou, os passeios que fez por lá e deu algumas dicas importantes especialmente para o Xplora. Espero que gostem!

Uma viagem pela Amazônia, por Julia Mello

Sempre tive vontade de conhecer a Amazônia. Queria ver e experimentar a natureza selvagem, mas achava que seria uma viagem cara e que precisaria de muitos dias. Então, junto com uma amiga que também queria ir, pesquisamos quais eram os pacotes oferecidos e hotéis da região. Ela fez um um comparativo de hotéis em locais diferentes na Amazônia e achamos opções com preço bom e que se encaixariam no feriado do Carnaval.

Como chegar

Pegamos um voo direto da Gol de São Paulo para Manaus. Chegamos em Manaus à noite, dormimos uma noite no Ibis Aeroporto e na manhã seguinte o transfer de nosso hotel na Amazônia (Dolphin Lodge) foi nos buscar. Embarcamos em um barco pequeno na balsa de Manaus até Careiro da Várzea. A viagem é curta, aproximadamente 30 minutos. No caminho é possível ver o encontro das águas do Rio Negro e do Rio Solimões! É incrível porque eles tem cores diferentes e não se misturam. Então, você consegue ver por um longo trajeto a mistura dos dois rios.

amazônia

Chegando em Careiro, uma van do hotel nos aguardava. Pegamos uma rodovia e depois uma estrada de terra, percurso de aproximadamente 1hr e meia até outro pequeno porto. O tempo pode variar dependendo da chuva, pois a estrada fica com lama e é bem difícil passar sem atolar. No porto, outro barco nos aguardava, no Rio Mamori. Depois de uns 20 minutos nesse trajeto, chegamos a nosso hotel, o Dolphin Lodge, próximo ao horário do almoço.

Na volta da viagem, fizemos o mesmo caminho de volta para a Manaus e conseguimos um tempo para visitar o Mercado de Manaus e o Teatro.

Hotel – Dolphin Lodge

Fomos recebidos nesse lugar lindo com uma maravilhosa caipirinha!

O hotel fica bem no meio do mato e não há como ficar sem fechar o pacote que inclui alimentação e passeios. Pegamos o pacote de 5 dias e 4 noites, mas há pacotes menores. Tem alguns outros hotéis na região, mas fizemos uma comparação e achamos que o Dolphin Lodge tinha o melhor preço para os passeios oferecidos.

amazônia

Realmente ficamos muito felizes com nossa escolha. Os guias e barqueiros são muito atenciosos e entendem muito da selva.

O que mais gostei dessa viagem e desse hotel especificamente é que o staff é de ribeirinhos que nasceram e moram no local. Eles respeitam a natureza e não fazem nada para mudá-la apenas para satisfazer os turistas. Eles nos ensinam a entender que precisamos nos adaptar às circunstâncias: se chover, se os animais não aparecerem, se não conseguirmos pescar na selva e não tivermos comida, se chover e molhar a rede… não tem o que fazer, apenas aceitar e seguir com o que tiver que ser.

A comida também é excelente. O cardápio incluía variedade de peixe e uma farofinha maravilhosa. Os quartos são simples, mas limpos e espaçosos.

amazônia

Passeios

O hotel fica de frente para o Rio Mamori. É possível ver boto cor-de-rosa e cinza o tempo todo. Tem um deck de madeira que você pode ficar apenas observando o rio, a natureza, escutando o barulho da mata no fim da tarde. Dá também para pescar piranhas ou mesmo nadar (nunca houve ataque de piranha no local e os jacarés que ficam por ali não chegam perto do deck).

amazônia

amazônia

Os passeios acontecem de 2 a 3 vezes por dia. Após o café da manhã, às 15 horas e quando a focagem do jacaré acontece, logo após o jantar, umas 20:30. Os passeios são feitos de barco em grupo de 4 a 6 pessoas, com um guia e um canoeiro. De barco, entramos em vários rios menores, chamados de igarapés e observamos pássaros, jacarés, botos, macacos, bichos preguiça e muita mata. Existe também a possibilidade de fazer uma caminhada a pé e aprender mais sobre as árvores, sobrevivência na mata e ver outros animais.

amazônia

Fizemos o pacote que inclui dormir uma noite na selva. Acompanhados pelo guia e pelo canoeiro, seguimos rio abaixo por umas 2 horas. Sem contato nenhum com outras pessoas, acampamos no meio da mata. Os dois montam as redes e uma lona como cobertura para dormirmos. Acampamento montado, seguimos mais um pouco pelo rio. Nesse momento é possível ver muitos animais por estarmos longe das casas dos ribeirinhos.

A noite na selva é uma aventura incrível. O barulho dos animais pode dar um pouco de medo, mas olhar para o céu e ver todas aquelas estrelas e saber que você está no meio natureza e longe da civilização é uma sensação maravilhosa.

amazônia

 

Os 5 dias foram perfeitos para o Rio Mamori, mas gostaria de ter mais alguns dias para visitar alguma aldeia de índio. Nesse região há apenas ribeirinhos, teríamos que subir o Rio Negro para chegar a alguma aldeia.

Dicas Importantes

amazônia

Para quem pretende viajar para a Amazônia, sugerimos pesquisar bem a época das chuvas e da cheia porque os rios sobem muito e só é possível ver a copa das árvores para fora da água.

Recomendamos levar uns 2 tubos de repelente (exposis) por pessoa, botas ou tênis de cano alto (aquelas da timberland são muito boas), capas de chuva, binóculos para ver os animais, óculos de sol e roupas escuras. O hotel envia algumas recomendações por e-mail antes da viagem.

Não achamos que seja uma viagem para crianças pequenas. Adultos e adolescentes aventureiros e que gostam de estar na natureza vão amar. Fizemos a viagem em casal e nos divertimos bastante. Foi perfeito!

amazônia

____________________________________________________________________________

HOTEL
Reserve o Dolphin Lodge

Reserve seu hotel em Manaus

 

VEJA TAMBÉM

Viagem pela Rota das Emoções – de Lençóis Maranhenses a Jericoacoara

 

INSTAGRAM
Veja nossas fotos e dicas no @xplorablog

Dica de hotel em Bariloche: LLao LLao Hotel & Resort Golf Spa

Bariloche-llao-llao

Para quem vai à Bariloche, existem diversos tipos de hotel para se hospedar. Alguns mais perto do centro, outros das montanhas de esqui, outros ainda dos lagos. Eu tive a incrível oportunidade de ficar hospedada no Llao Llao Hotel & Resort Golf Spa, um hotel ícone da cidade de Bariloche, que fica no alto da colina, ao redor do lago Nahuel Huapi e de frente para os Andes, e por isso, as paisagens são maravilhosas.

Mesmo para quem não fica hospedado lá, vale conhecer o hotel. Ele já é considerado um dos pontos turísticos de Bariloche!

Bariloche-llao-llao

Hotel Llao Llao

O hotel é um resort 5 estrelas, luxuoso, com serviço excelente. É parte da selecionada rede Leading Hotels of the World.

Eu fui no verão, então, para onde eu olhava, via flores coloridas, montanhas verdes, o lago. A primeira impressão de entrar no quarto e ver aquela vista é sensacional.

Bariloche-llao-llao-

Bariloche-llao-llao

Bariloche-llao-llao
Bariloche-llao-llao

O hotel tem duas alas, uma mais antiga e uma mais recente. Tem quartos disponíveis nas duas e a vista é linda de qualquer lugar.

O hotel tem diversos restaurantes e cafés. O café-da-manhã é farto e servido em um restaurante de vidro, de frente para as montanhas. De noite, jantamos no Restaurante Patagonia e a comida estava ótima também.

Bariloche-llao-llao

Atividades

Nós fomos no verão, então, não tinha neve. Mas, não estava calor! Pegamos dias frios mesmo em dezembro. A temperatura estava perto dos 10 graus.

Fizemos caminhadas pelo Parque Nacional Nahuel Huapi para curtir a paisagem em volta do hotel.

Fomos também na piscina aquecida que tem borda infinita, área externa e coberta e fica no meio dessa vista linda!

Bariloche-llao-llao

Bariloche-llao-llao

Eles oferecem outras atividades também como arco e flecha, spinning, e academia e, como o próprio nome diz: Spa e Golf.

O hotel é geralmente recomendado para casais, mas nós fomos com criança pequena (1 ano) e ele amou! Correu pelos gramados, curtiu a piscina, subiu e desceu a escadaria do café-da-manhã, foi no salão de jogos e se divertiu.

Apesar de ser famoso como hotel romântico, eles oferecem estrutura para crianças de várias idades.

Bariloche-llao-llao

Localização

O hotel tem uma localização especial, pois é super exclusivo e longe do movimento, fica ao redor das montanhas e do Lago Nahuel Huapi.

Ele está a 20km do centro e 20km do Cerro Catedral (local de esqui), ou seja, precisa de carro para se locomover por ali.

A nossa experiência foi muito boa! É um hotel que dá vontade de voltar. Valeu muito a pena ficar hospedada no Llao Llao.

____________________________________________________________________________

HOTEL
Reserve o Llao Llao pelo nosso parceiro Booking.com

VEJA TAMBÉM

INSTAGRAM
Veja nossas fotos e dicas no @xplorablog

Hotel Infinity Blue – Resort & Spa em Balneário Camboriú

No final de semana passado fui para Balneário Camboriú para um encontro de blogueiros organizado pelo Hotel Infinity Blue. O hotel é super bem localizado, tem uma vista linda, ótimo serviço e quartos bem confortáveis. Adorei conhecer gente nova e aproveitar esse paraíso!

Localização

O Infinity Blue fica na praia do Buraco e está a 15 minutos do centro de Balneário Camboriú e perto e da praia Brava (Itajaí).

Para chegar ao hotel, o aeroporto mais próximo é o de Navegantes, que fica a aproximadamente 40 minutos do hotel de ônibus ou van. Para quem vai de carro, pode cruzar a balsa e, portanto, é mais rápido. Outra opção é descer no aeroporto de Florianópolis, que fica a aproximadamente 100km de lá. Nós viemos por Navegantes. O voo é super rápido, de SP, são 45 minutos.

balneario-camboriu-infinity-blue-8

balneario-camboriu-infinity-blue-18

balneario-camboriu-infinity-blue-2

O Hotel

O Infinity Blue é lindo. Ele fica no alto do morro, e por isso, tem uma vista muito bonita da praia. Amei que ele fica separado da cidade, então dá a sensação de estar longe da confusão, do barulho e da correria. É um paraíso para quem quer relaxar.

O hotel tem 3 piscinas, duas ao ar livre (uma para crianças e uma para adultos) e um coberta e aquecida para os dias de frio. Como estava sol, ficamos na piscina ao ar livre. Adoro piscina com bar dentro, tem cara de férias =)

balneario-camboriu-infinity-blue-28

balneario-camboriu-infinity-blue-17

 

No hotel existem 4 tipos de quarto:

1. Superior: é o mais simples, e fica ao redor da piscina. Ele tem cama de casal bem confortável, e varanda. Alguns tem vista para o mar e outros, não.

2. Luxo: localizado no alto do morro, em um prédio de 4 andares. Todos os apartamentos possuem varanda e têm uma vista linda da praia. Esse é o que nós ficamos hospedados. O quarto é super confortável, tem uma decoração muito bonita, e uma cama grande para casal e outra cama extra. Infelizmente o quarto que a gente ficou não tinha ofurô… mas era muito bom!

3. Luxo Superior: quartos lindos, com ofurô, varanda, vista para o mar. São super românticos, com varanda e perto da piscina.

balneario-camboriu-infinity-blue-5

4. Suite master: são dois ambientes, um quarto e uma sala, com varanda, e uma jacuzzi incrível no banheiro.

balneario-camboriu-infinity-blue-33

O serviço do hotel é ótimo, os funcionários são bem atenciosos e educados. Nada a reclamar!

O hotel oferece programação durante todo o dia: aula de hidroginástica, yoga, caminhada, música ao vivo, apresentação de danças típicas entre outras. Como ficamos poucos dias, eu fiz só a hidro. Meu marido fez a caminhada até o Morro do Careca e as fotos ficaram lindas. Dá para ver a praia da Camboriú e a Praia Brava do alto.

balneario-camboriu-infinity-blue-12

balneario-camboriu-infinity-blue-8

O Infinity Blue tem também um espaço para as crianças, no tema Beto Carrero.

O Spa

O spa tem tratamentos cosméticos, cabeleireiro e vários tipos de massagem. Fizemos a hidratação facial, esfoliação corporal e massagem relaxante.

A massagem foi mais fraca do que eu gosto, mas boa! Adorei a esfoliação corporal, nunca tinha feito. Eles usaram sais com ervas e hidratante. Usaram até manjericão!

Além das terapias, o spa oferece também um tratamento mais longo, com acompanhamento de médico e nutricionista, para quem quer perder peso ou equilibrar a dieta. A duração do tratamento varia de acordo com a necessidade do paciente.

Nós tivemos uma conversa com o Doutor André Reichsteadt muito interessante. Ele é um dos poucos médicos do Brasil que estuda o antienvelhecimento, não o da pele, mas o de prevenção de doenças futuras por meio da alimentação. Ele entende muito da dieta mediterrânea e do efeito que ela tem no nosso corpo. Ele falou sobre que tipo de alimentos podem ajudar a evitar a diabete, a hipertensão, até alzheimer. Foi bem legal, mas se eu for seguir a risca, vou passar fome, rs!

Os Restaurantes do Hotel

O Infinity Blue tem 4 restaurantes com perfis diferentes, todos com comida muito boa.

1. Acqualina Bistrô: mais formal e reservado. Comi essa salada de quinua que estava incrível.

balneario-camboriu-infinity-blue-4

2. Acquamarine Deck: bar e restaurante no deck de frente para a praia

balneario-camboriu-infinity-blue-24

3. Restaurante Blue Marine: restaurante do dia a dia, onde quase todas as refeições acontecem.

balneario-camboriu-infinity-blue-32

4. Spa: bistrô com dieta balanceada. A comida é excelente!

Muita gente que está em Balneário Camboriú, mas não está hospedada no hotel, vai até lá para comer. O hotel fica bem cheio durante as refeições. A gasrtonomia é um dos pontos fortes do hotel. Nesses resorts geralmente a comida deixa a desejar, mas no Infinity Blue achei que eles conseguiram manter a boa qualidade mesmo.

A Praia

A previsão para o fim de semana em Balneário Camboriú era de muita chuva, mas surpreendentemente o dia estava lindo com sol e céu azul. Por isso, apesar do dia corrido, conseguimos aproveitar um pouquinho da praia.

A praia é semi privativa já que o acesso a ela por fora do hotel é bem difícil. O mar estava verde e ficamos algumas horinhas por ali curtindo o dia. Para quem quiser comer ou beber algo, o restaurante do deck atende às pessoas que estão na praia.

O hotel disponibiliza cadeiras de praia e guarda-sol. O único problema da praia é a água super gelada!

balneario-camboriu-infinity-blue-1

Casamentos e Eventos

Para quem procura um lugar diferente para casar ou para fazer eventos, o Infinity Blue é uma ótima opção. No sábado teve um casamento, então, pudemos ver o local todo decorado. As paredes são de vidro, o espaço é bem grande e o lugar é muito bonito.

balneario-camboriu-infinity-blue-19

Warung

Balneário Camboríu é famosa pela vida noturna agitada, então, aproveitamos o sábado a noite para conhecer a balada Warung. O lugar é bem bonito, parece um templo de Bali. Tem um espaço ao ar livre e outra área coberta. Lá dentro tem também um restaurante japonês. Para quem gosta de música eletrônica (não é o meu caso!), vale muito a pena conhecer.

Enfim, apesar de muito rápido, o nosso fim de semana no Infinity Blue foi uma delícia! Para quem for a Balneário Camboriú, recomendo muito!

Para fazer sua reserva, clique aqui.

balneario-camboriu-infinity-blue-21

*Eu e o meu marido fomos a essa viagem por convite da B4T e as despesas de passagem e hospedagem foram cortesia da Gol e do Hotel Infinity Blue.

Fica a dica!

Gostou do post?
Acompanhe o Dica da Dri no facebook
Siga o Dica da Dri no twitter
Veja as fotos do Dica da Dri no instagram

São Francisco Xavier: dica de onde se hospedar

A 160 km de São Paulo, na Serra da Mantiqueira, está a cidadezinha de São Francisco Xavier. Um dos destinos preferidos dos casais, principalmente no inverno, São Francisco Xavier tem paisagens lindas, restaurantes e cachoeiras. E é aí também onde está o Portal do Equilibrium, um hotel rústico, mas super charmoso, no meio das montanhas.

Minha avó fez 90 anos e nós queríamos viajar com toda a familia para um lugar que coubesse nós 20, que tivesse coisas para fazer durante o dia e que fosse tranquilo. Descobrimos esse paraíso nas montanhas de São Francisco Xavier e aproveitamos muito!

São Francisco Xavier - Hotel Portal do Equilibrium

A área do hotel é bem grande e espalhada. De um lado tem a recepção, os quartos e a piscina e do outro, o restaurante e spa. Ao redor de toda a área tem uma vista linda das montanhas.

São Francisco Xavier - Hotel Portal do Equilibrium

São Francisco Xavier - Hotel Portal do Equilibrium

São Francisco Xavier - Hotel Portal do Equilibrium

Quartos

Os quartos são relativamente parecidos, a maioria com cama de casal, alguns com duas camas de solteiro. Todos eles têm varanda, alguns são de frente para as montanhas, outros ficam na lateral. Duas suítes possuem ofurô.

Os quartos são confortáveis, com armário, internet, e banheiro bom! O único problema é que é um pouco escuro. Mas, para quem quer uma viagem romântica, não precisa de muita luz, ne?

São Francisco Xavier - Hotel Portal do Equilibrium

São Francisco Xavier - Hotel Portal do Equilibrium

Restaurante

O restaurante fica no alto e é todo de vidro. Lá, é servido o café-da-manhã, almoço e jantar.

A mesa de café-da-manhã é bem completa. Recomendo o pão de queijo, a pizza enrolada e o pão de milho. No almoço é servido um buffet bem variado, com legumes, saladas, frios e pratos quentes. A comida estava muito boa!

São Francisco Xavier - Hotel Portal do Equilibrium

São Francisco Xavier - Hotel Portal do Equilibrium

Nós não jantamos no hotel, comemos no Restaurante Alegro.

Como éramos um grupo grande, eles fizeram um menu com entradas, salada, prato principal e sobremesa. Uma orgia alimentar! De prato principal, podíamos escolher entre massa, truta ou costela. Todos estavam bons!

O ambiente do restaurante também é uma graça, parece que você está dentro de uma casa com salas pequenas e decoração intimista.

São Francisco Xavier - Hotel Portal do Equilibrium

São Francisco Xavier - Hotel Portal do Equilibrium

Atividades

O hotel organiza caminhadas e tirolesa para os hóspedes. Caminhamos até o topo de uma montanha (é perto!) e de lá, fomos na primeira tirolesa, que não é muito alta e tem velocidade média de 30km/hora. Paramos no meio das montanhas e pegamos a segunda, que é maior e mais rápida.

São Francisco Xavier - Hotel Portal do Equilibrium

São Francisco Xavier - Hotel Portal do Equilibrium

São Francisco Xavier - Hotel Portal do Equilibrium

Para quem não quer ir na tirolesa, o pessoal do hotel organiza uma trilha que vai por dentro da mata e passa por uma cachoeira e uma caverna. Bem pequenas as duas, mas é bom para caminhar um pouco! E para quem não quer fazer nada de exercício, só relaxar, tem piscina, rede e massagem!

São Francisco Xavier - Hotel Portal do Equilibrium

São Francisco Xavier - Hotel Portal do Equilibrium

Se você estiver hospedado em outros hotéis, em São Francisco Xavier ou nos arredores, pode ir ao Portal do Equilibrium só para almoçar ou para eventos. Tem até casamento lá. Deve ser lindo!

Informações – Portal do Equilibrium – São Francisco Xavier

Telefone: 12 – 3797 6800 ou 12 – 9701 0380

Para reservar: http://www.portaldoequilibrium.com.br/

Para ver outros hotéis legais em São Francisco Xavier, clique aqui.

Fica a dica!

Gostou do post?

Acompanhe o Dica da Dri no facebook

Siga o Dica da Dri no twitter

Veja as fotos do Dica da Dri no instagram

Sonoma: dica de hotel de luxo – Kenwood Inn

O Kenwood Inn and Spa é o hotel perfeito para quem está procurando um hotel tranquilo e com ótimo serviço e instalações. Sua arquitetura imita uma vila mediterrânea e sua localização é ideal para quem quer aproveitar as vinícolas de Sonoma durante o dia, e relaxar com todo o merecido conforto durante a noite.

O hotel é apenas para adultos, e é ideal para casais já que tem um clima super romântico. Em qualquer parte de hotel, você se sente em uma vila italiana.

kenwood-inn-hotel-spa-sonoma

kenwood-inn-hotel-spa-sonoma

Instalações do Kennwood Inn

Quarto

O hotel tem apenas 29 suítes, todas amplas, equipadas com lareira e cama king com lençóis italianos. Sabe aquela cama em que você deita e o edredom é tão bom que você não quer levantar nunca mais? É assim! O quarto é super confortável e aconchegante. Eles tem uma varandinha integrada com o hotel.

A lareira é a gás, mas tem controle elétrico, então você pode programar para ligar e desligar na hora que quiser.

O banheiro também é grande e em todos os quartos tem banheira.

kenwood-inn-hotel-spa-sonoma

Piscina e Spa

O Kenwood Inn tem duas piscinas bem quentes (40 graus). Elas ficam abertas de noite e são uma ótima opção para descansar pós vinícolas. O hotel também tem um spa que oferece diversos tipos de massagem. Infelizmente fiquei só uma dia por lá e já estava cheio, então não consegui fazer nenhuma.

kenwood-inn-hotel-spa-sonoma

Gastronomia

O restaurante do hotel é muito bom. É exclusivo para os hóspedes, pequeno, charmoso e com ótimas opções para comer. No inverno ele tem aquecedor e lareiras e nas outras estações do ano, fica aberto para sentar ao ar livre. Como diz o concierge: o restaurante é inspirado na Italia, mas com toque californiano.

kenwood-inn-hotel-spa-sonoma

Eu comi uma salada e um carpaccio de atum. Meu pai e meu marido comeram carne. Todos estavam ótimos.

café-da-manhã já está incluso no pacote. Você pode se servir no buffet de coisas mais básicas (café, chá, pão, torrada, iogurte) ou pode pedir à la carte (ovos, frutas, etc.).

kenwood-inn-hotel-spa-sonoma

O restaurante fica aberto para café-da-manhã, almoço e jantar. Você pode também pedir comida na piscina ou no bar.

kenwood-inn-hotel-spa-sonoma

O hotel tem um wine bar que vende os melhores vinhos da região de Sonoma.

Serviço

O serviço do hotel foi excelente. Antes de chegar em Sonoma, conversamos com o concierge Eric Edenfield, que foi super atencioso. Ele nos deu as melhores dicas de quais vinícolas visitar e fez todas as reservas. Mesmo na última hora, ele conseguiu que a gente fizesse uma degustação incrível na St. Francis winery. Além de ter nos ajudado muito, ele é também muito simpático e contribui para a boa imagem do hotel.

kenwood-inn-hotel-spa-sonoma

kenwood-inn-hotel-spa-sonoma

Localização em Sonoma e outras informações

O Kenwood Inn fica no Moon Valley, rodeado por vinícolas do Sonoma Valley. Fica a aproximadamente 30 minutos do centro da cidade de Sonoma.

O hotel é bem caro, mas faz por merecer.

kenwood-inn-hotel-spa-sonoma

Para quem quer um refúgio ao lado das vinícolas, com todo o conforto e ótima gastronomia, vale pagar mais para curtir esse excelente hotel.

Para reservar o Kenwood Inn and Spa, clique aqui.

Para ver sugestão de outros hotéis em Sonoma, clique aqui.

Agora que já escolheu seu hotel, veja aqui também as dicas de quais vinícolas visitar na região de Sonoma e Napa Valley.

Aproveite e veja também outras dicas da Califórnia! Tem dicas de São Francisco, Los Angeles, Yosemite, Carmel e muitas outras.

Onde se hospedar em Yosemite, California

Se você está planejando uma viagem ao maravilhoso parque de Yosemite, reserve seu hotel com antecedência. Dentro do parque tem poucas opções e são mais caras. Já nas cidades em volta do parque, tem diversas opções de hotel e com preço mais em conta.

Hotéis e Lodges dentro do parque de Yosemite:

1. The Ahwahnee

Hotel de luxo, muito lindo. Ele fica bem no meio do Yosemite Valley, um dos pontos principais do parque.

yosemite-hotel-ahwahnee

yosemite-hotel-ahwahnee

Mesmo se você não for se hospedar no hotel, vale a pena conhecer e comer por lá.
O restaurante fica aberto no almoço e no jantar. Para quem vai de noite, precisa ir com roupas mais formais. Durante o dia, é mais tranquilo.

yosemite-hotel-ahwahnee-2

Além do restaurante, eles tem também uma cafeteria que serve comida e snacks. Eu almocei na cafeteria mesmo. A comida não é incrível, mas vale pela visita ao hotel!

As diárias no Ahwahnee estão por volta de US$400,00 e lotam muito rápido.

Para reservar o The Ahwahnee, clique aqui.

2. Wawona Hotel

Hotel bom, com arquitetura estilo vitoriano. Ele fica um pouco mais afastado do Yosemite Valley. É perto da Mariposa Grove, a floresta de sequóias gigantes.

Para reservar o Wawona Hotel, clique aqui. Pesquisei as diárias do Wawona e estava com um preço bom, por volta de US80,00, mas só tem disponibilidade para daqui a 8 meses.

Outros hotéis, lodges e campings dentro do parque

Existem algumas outras opções de hotéis e lodges dentro do parque que eu não fui visitar:

3. Yosemite Lodge at the Falls – hotel – localizado bem no meio do Yosemite Valley
4. Curry Village – é um meio lodge, meio acampamento, pois as barracas já estão montadas, são relativamente grandes e tem banheiro do lado de fora. Localizado bem no meio do Yosemite Valley.
5. Housekeeping Camp – camping – só abre durante o verão
6. Tuolumne Meadows Camp – camping – fica localizado mais ao norte, perto do Tenaya Lake.

yosemite-tenaya-lake

Tenaya Lake

7. White Wolf Lodge – camping – fica lozalizado na Tioga Road, a 30 milhas do Yosemite Valley. É mais isolado, mas ótimo para quem quer fazer trilhas para esses lados.
8. High Sierra Camps – camping – bem no alto das montanhas com difícil acesso.

Veja aqui a lista completa de campings do parque e quando eles estão abertos:  http://www.nps.gov/yose/planyourvisit/campground.htm

Cidades vizinhas ao Yosemite Park

Fora do parque também existem diversas outras opções de hospedagem nas cidades vizinhas.

Eu fiquei hospedada no Yosemite View Lodge, bem na entrada do Parque, em El Portal. Fica a 9 km do centro do Yosemite Valley. Achei ótima a localização. Em breve vou fazer um post contando mais sobre ele.

yosemite-hotel-view-lodge

Outras cidades por perto para se hospedar:

Mariposa
Merced
Oakhurst
Fish Camp

Agora que já escolheu seu hotel, veja aqui as nossas dicas do que fazer e do que visitar em Yosemite. É um dos parques mais lindos que já fui. Cada paisagem de tirar o fôlego!

Se antes ou depois de visitar Yosemite você for para São Francisco, não deixe de ver os posts com dicas de lá. É só clicar aqui.

Veja também outras dicas da California, clicando aqui.

Fica a dica!

Gostou do post?

Acompanhe o Dica da Dri no facebook

Siga o Dica da Dri no twitter

Veja as fotos do Dica da Dri no instagram

 

 

 

 

 

Corumbau, Bahia: como chegar, hotéis e o que fazer por lá

Com uma paisagem de tirar o fôlego e hotéis charmosos, Corumbau é ideal para quem quer descansar e desligar a cabeça da vida corrida que levamos. Convidei a Carolina Almeida, uma amiga querida que acaba de voltar de lá, para escrever um post para a seção de praias no Brasil do Dica da Dri, contando tudo o que você precisa saber sobre Corumbau, uma praia paradisíaca na Bahia.

Corumbau – Por Carolina Almeida

Corumbau é um vilarejo de pescadores, que no último censo tinha menos de 100 famílias, com uma praia linda e que dá uma sensação de estar parado no tempo há décadas. A ponta da praia tinha uma longa faixa de areia em direção ao alto mar que pouco a pouco está sendo coberta pelo mar. Nossa anfitriã simpaticíssima, Dadá, inclusive nasceu em uma parte que já foi tomada pelo mar.  A combinação desta faixa com um gigante recife de corais (o 2º maior da Bahia) deixa o mar mansinho e com um lindo tom de azul o tempo todo, apesar da brisa constante, que disfarça o sol e engana os branquinhos que não passarem muito protetor solar… (vejam aqui um post de como escolher o seu protetor solar!) . Todo esse cenário deixa um clima muito zen e relaxante para quem vem passear.

Corumbau-6-por-do-sol

corumbau-7-praia

Como chegar em Corumbau?

Na difícil chegada à Corumbau, é engraçado pensar como o vilarejo continua tão isolado, sendo que as primeiras terras vistas pelos portugueses estão logo ali do lado. O Monte Pascoal está a alguns km dali e, inclusive, os mais ativos podem se aventurar na sua escalada!

Corumbau quer dizer longe de tudo e o sentido fica bem claro no percurso tradicional para chegar do aeroporto de Porto Seguro. Pegamos um vôo até Porto Seguro e do aeroporto, fomos de táxi até Caraíva. Lá atravessamos o rio com uma das canoas e, alguns metros mais pra frente, do outro lado do rio, nos aguardava um buggy.

Como o percurso de Caraíva a Corumbau é todo dentro de uma área protegida dos índios pataxós, eles têm o monopólio dos buggys que fazem o trajeto e cobram uma pequena fortuna pelos pouco mais de 10 km.

Corumbau-3-buggy-canoa

Depois de atravessar a reserva, pegamos outra canoa para atravessar o rio e chegar a Corumbau. Da ponta da praia onde a canoa nos deixou, andamos uns 10 minutos até a nossa pousada. Tudo isso levou mais ou menos 3 horas, mas o tempo depende totalmente de como está a estrada até Caraíva.

Se você ficar em um dos hotéis maiores (Vila Naiá e Fazenda São Francisco),  dá para encurtar esta viagem, pois eles oferecem opções de helicópteros ou aviõezinhos fretados direto do aeroporto de Porto Seguro.

Existe também uma estrada de terra que chega até Corumbau, que vem de Itamaraju, mas, pelo que ouvimos, dependendo da quantidade de chuvas recentes, demora mais que o dobro do tempo que levamos em nosso multimodal. O voo deve ser lindo, mas a dificuldade para chegar define o lugar. E o cansaço passa logo na chegada a essa praia espetacular!

Encontramos aqui na vila 2 consultores ambientais que estavam avaliando os impactos de uma possível duplicação neste trecho da BR-101, ou seja, deve existir a chance do percurso ser facilitado em breve.

Onde se hospedar em Corumbau?

Além da nossa pousada, a Loin de Tout, na praia existem também 2 hotéis tops: o Vila Naiá e a Fazenda São Francisco, que estavam fora do nosso budget.

A pousada Loin de Tout foi feita usando antigas casas de pescadores, é rústica e super charmosa. Da decoração ao serviço, é tudo de muito bom gosto.

Os pães e bolos do café da manhã de frente para o mar são todos feitos alguns minutos antes e nosso melhor jantar também foi preparado aqui. E isso não foi porque viemos totalmente fora de época e quase nenhum dos poucos restaurantes da vila funcionava. Foi difícil até conseguir uma água de coco (!), mas a Dadá nos preparou um jantar realmente espetacular.

corumbau-5-fim-de-tarde

A pousada tem 3 quartos muito confortáveis e, mesmo sem ar, não passamos calor nem fomos devorados por mosquitos, graças aos ventos que entram na arquitetura praieira dos bangalôs e a uma rede que protege a cama. Infelizmente não conhecemos a Martine Renwart, a belga dona da pousada, que parece ser uma atração a mais na pousada e famosa na região por todo o engajamento em projetos sociais. Há mais de 10 anos que ela passa alguns meses do ano por aqui. Desde que chegou, trabalha em melhorar a vida no vilarejo e em trazer mais saúde e infra estrutura, sem alterar a simplicidade do lugar. Foi ela que encomendou o projeto de água encanada do vilarejo em 2005, criou a 1ª creche, o 1º posto de saúde e também promoveu a instalação da eletricidade. O tempo todo traz professores, dentistas, médicos e envolve os jovens da comunidade em várias atividades culturais. Acompanhamos o grupo de percussão que ela promove. Faz tudo isso com recursos próprios e arrecadados em eventos que organiza enquanto está em Bruxelas. É muito bacana ver tudo que ela já trouxe. Por outro lado , é assustador o desleixo do governo local com aquela comunidade, apesar de todos os mimos que são dados aos índios (já totalmente civilizados) da aldeia ao lado. Enfim, essa discussão seria uma história a parte.

Veja aqui sugestão de mais de 40 hotéis em Corumbau e arredores.

O que fazer em Corumbau?

A maioria das pessoas que vem a Corumbau não está buscando muita atividade, mas a praia é bem comprida, então quem não consegue ficar parado pode andar, correr, nadar… Tinha até um grupo de mulheres jogando futebol!

Corumbau-2-futebol-feminino

Provavelmente deve dar também para fazer wind , kite surf e stand up, mas não vi para alugar por aqui, então, devem trazer os próprios equipamentos.

A pousada empresta caiaque e snorkel para quem se animar. O passeio de caiaque pelo mangue vale a pena e o snorkel nos corais também é lindo (meia hora de barco da praia).

Entre Agosto e Outubro disseram que dá para ver baleias a algumas horas da praia, voltando no mesmo dia.

Jileno, o pescador que nos levou para o snorkel, disse que já viu baleias gigantes – muito maiores que seu barco e inclusive um parto emocionante de uma baleia, além de golfinhos, tartarugas e etc.

Porém, nós chegamos em Novembro, por acaso na melhor semana do ano para o “arrasto” de camarão e foi difícil convencer um dos pescadores a nos levar ao  snorkel, quanto mais arriscar procurar baleias fora de temporada…. ele garantiu que era impossível.

Corumbau-4-camarao

Enfim, nós passamos grande parte do tempo lendo, nadando e curtindo a atmosfera tranquila do vilarejo, depois das 9 da noite a única atividade disponível era tentar reconhecer constelações e procurar estrelas cadentes. Com tudo isso, alguns dias valeram como meses de descanso para compensar o stress do dia a dia paulistano.

Corumbau-1-vista-bangalo

Gostou do post?

Acompanhe o Dica da Dri no facebook

Siga o Dica da Dri no twitter

Veja as fotos do Dica da Dri no instagram