Xplora

Uma incrível viagem pela Amazônia, por Julia Mello

amazônia

Convidei a Julia Mello para escrever sobre a experiência que ela teve em sua viagem pela Amazônia. Ela contou sobre a logística para chegar, o hotel que se hospedou, os passeios que fez por lá e deu algumas dicas importantes especialmente para o Xplora. Espero que gostem!

Uma viagem pela Amazônia, por Julia Mello

Sempre tive vontade de conhecer a Amazônia. Queria ver e experimentar a natureza selvagem, mas achava que seria uma viagem cara e que precisaria de muitos dias. Então, junto com uma amiga que também queria ir, pesquisamos quais eram os pacotes oferecidos e hotéis da região. Ela fez um um comparativo de hotéis em locais diferentes na Amazônia e achamos opções com preço bom e que se encaixariam no feriado do Carnaval.

Como chegar

Pegamos um voo direto da Gol de São Paulo para Manaus. Chegamos em Manaus à noite, dormimos uma noite no Ibis Aeroporto e na manhã seguinte o transfer de nosso hotel na Amazônia (Dolphin Lodge) foi nos buscar. Embarcamos em um barco pequeno na balsa de Manaus até Careiro da Várzea. A viagem é curta, aproximadamente 30 minutos. No caminho é possível ver o encontro das águas do Rio Negro e do Rio Solimões! É incrível porque eles tem cores diferentes e não se misturam. Então, você consegue ver por um longo trajeto a mistura dos dois rios.

amazônia

Chegando em Careiro, uma van do hotel nos aguardava. Pegamos uma rodovia e depois uma estrada de terra, percurso de aproximadamente 1hr e meia até outro pequeno porto. O tempo pode variar dependendo da chuva, pois a estrada fica com lama e é bem difícil passar sem atolar. No porto, outro barco nos aguardava, no Rio Mamori. Depois de uns 20 minutos nesse trajeto, chegamos a nosso hotel, o Dolphin Lodge, próximo ao horário do almoço.

Na volta da viagem, fizemos o mesmo caminho de volta para a Manaus e conseguimos um tempo para visitar o Mercado de Manaus e o Teatro.

Hotel – Dolphin Lodge

Fomos recebidos nesse lugar lindo com uma maravilhosa caipirinha!

O hotel fica bem no meio do mato e não há como ficar sem fechar o pacote que inclui alimentação e passeios. Pegamos o pacote de 5 dias e 4 noites, mas há pacotes menores. Tem alguns outros hotéis na região, mas fizemos uma comparação e achamos que o Dolphin Lodge tinha o melhor preço para os passeios oferecidos.

amazônia

Realmente ficamos muito felizes com nossa escolha. Os guias e barqueiros são muito atenciosos e entendem muito da selva.

O que mais gostei dessa viagem e desse hotel especificamente é que o staff é de ribeirinhos que nasceram e moram no local. Eles respeitam a natureza e não fazem nada para mudá-la apenas para satisfazer os turistas. Eles nos ensinam a entender que precisamos nos adaptar às circunstâncias: se chover, se os animais não aparecerem, se não conseguirmos pescar na selva e não tivermos comida, se chover e molhar a rede… não tem o que fazer, apenas aceitar e seguir com o que tiver que ser.

A comida também é excelente. O cardápio incluía variedade de peixe e uma farofinha maravilhosa. Os quartos são simples, mas limpos e espaçosos.

amazônia

Passeios

O hotel fica de frente para o Rio Mamori. É possível ver boto cor-de-rosa e cinza o tempo todo. Tem um deck de madeira que você pode ficar apenas observando o rio, a natureza, escutando o barulho da mata no fim da tarde. Dá também para pescar piranhas ou mesmo nadar (nunca houve ataque de piranha no local e os jacarés que ficam por ali não chegam perto do deck).

amazônia

amazônia

Os passeios acontecem de 2 a 3 vezes por dia. Após o café da manhã, às 15 horas e quando a focagem do jacaré acontece, logo após o jantar, umas 20:30. Os passeios são feitos de barco em grupo de 4 a 6 pessoas, com um guia e um canoeiro. De barco, entramos em vários rios menores, chamados de igarapés e observamos pássaros, jacarés, botos, macacos, bichos preguiça e muita mata. Existe também a possibilidade de fazer uma caminhada a pé e aprender mais sobre as árvores, sobrevivência na mata e ver outros animais.

amazônia

Fizemos o pacote que inclui dormir uma noite na selva. Acompanhados pelo guia e pelo canoeiro, seguimos rio abaixo por umas 2 horas. Sem contato nenhum com outras pessoas, acampamos no meio da mata. Os dois montam as redes e uma lona como cobertura para dormirmos. Acampamento montado, seguimos mais um pouco pelo rio. Nesse momento é possível ver muitos animais por estarmos longe das casas dos ribeirinhos.

A noite na selva é uma aventura incrível. O barulho dos animais pode dar um pouco de medo, mas olhar para o céu e ver todas aquelas estrelas e saber que você está no meio natureza e longe da civilização é uma sensação maravilhosa.

amazônia

 

Os 5 dias foram perfeitos para o Rio Mamori, mas gostaria de ter mais alguns dias para visitar alguma aldeia de índio. Nesse região há apenas ribeirinhos, teríamos que subir o Rio Negro para chegar a alguma aldeia.

Dicas Importantes

amazônia

Para quem pretende viajar para a Amazônia, sugerimos pesquisar bem a época das chuvas e da cheia porque os rios sobem muito e só é possível ver a copa das árvores para fora da água.

Recomendamos levar uns 2 tubos de repelente (exposis) por pessoa, botas ou tênis de cano alto (aquelas da timberland são muito boas), capas de chuva, binóculos para ver os animais, óculos de sol e roupas escuras. O hotel envia algumas recomendações por e-mail antes da viagem.

Não achamos que seja uma viagem para crianças pequenas. Adultos e adolescentes aventureiros e que gostam de estar na natureza vão amar. Fizemos a viagem em casal e nos divertimos bastante. Foi perfeito!

amazônia

____________________________________________________________________________

HOTEL
Reserve o Dolphin Lodge

Reserve seu hotel em Manaus

 

VEJA TAMBÉM

Viagem pela Rota das Emoções – de Lençóis Maranhenses a Jericoacoara

 

INSTAGRAM
Veja nossas fotos e dicas no @xplorablog

Sobre o autor Ver todos os posts

Dri Lima

Dri Lima

Adriana deixou o mundo corporativo para trabalhar com suas paixões: viagem, cultura, gastronomia. Já visitou mais de 40 países e ama descobrir lugares e pessoas especiais na sua cidade (São Paulo) ou nos lugares em que visita. É fundadora do Sabiar (www.sabiar.com), uma empresa de lazer criativo que descobre e cria experiências incríveis no Brasil e no mundo.

1 comentárioDixe um comentário

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *